19.2.13

Day by Day IV


1) Na primeira semana do ano, recebi duas chamadas, uma da loja onde tinha trabalhado e outra de uma empresa na qual me falaram para enviar o curriculum.
Comecei bem o ano, aceitei os dois, de manha fazia na empresa de call center  e o horário da noite fazia na Adolfo. Adorei a experiencia, não tinha tempo para nada, mas ao menos perdi uns quilinhos, o que é sempre bom!


2) Ligaram-me no dia 4 de Janeiro para ir a uma entrevista, sem saber para o que seria, (isto já é o desespero de não querer ficar em casa) fui. 
Na primeira entrevista fiquei a saber que seria para call center, o Sr. que me atendeu era uma simpatia, correu muito bem. Deu-me a indicação que agora era esperar para saber se tinha passado ou não. Passou-se um dia ou dois e recebo uma chamada, fiquei a saber que tinha passado. Toda entusiasmada, descobri que ainda havia mais, agora ia ter dois dias de formação em que ia ser avaliada.
Marcamos essa formação, eramos 16 inicialmente, o formador era excelente, dava gosto de ouvir, sabia cativar. No final passamos 5, uma grande diferença não é? Fiquei radiante!
1º dia serviu para vermos como é que se devia fazer e no 2º comecei a fazer chamadas. 
Passei o dia todo a tentar, o dia todo a levar não, muita pressão, o que me parecia ser fácil tornou-se quase impossível.
Terminou o trabalho, estava de rastos, estava desaminada, ao longo do dia tinha ponderado se ia aguentar fazer aquilo todos os santos dias...
Era uma sexta-feira, após sair do call center ia para a Adolfo Dominguez e mal entrei na loja as minhas colegas aperceberam-se que eu não estava bem. Ponderei muito ao longo desse fim-de-semana, conversei muito com quem realmente me conhece, pedi opinião e todos me disseram o que eu pensava " Tu não vais aguentar com o teu sistema nervoso". 
Segunda-feira lá fui eu pedir desculpa e agradecer esta oportunidade, eles foram excelentes! Tive imensa pena, mas não ia aguentar ficar naquele estado todos os dias.


3) Quanto à Adolfo Dominguez comecei na loja do Saldanha e fui terminar na loja da Avenida da Liberdade, e adorei, tinha que falar bastante em inglês, que é uma coisa que adoro!
A marca é a mesma, mas os clientes não, adorei a experiencia, mas Sábado, infelizmente terminou, agora estou por casa, novamente....espero que não por muito tempo!



5 comentários:

  1. Espero que consigas arranjar alguma coisa que te agrade tanto como foi trabalhar na adolfo :)
    beijinhos

    http://chocopink89.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. :((
    Espero que você encontre logo um emprego que lhe faça sentir que é o que você sempre quis!!!
    Deus a abençoe nessa caminhada, Vanessa!!
    Bjobjo,
    Florence Wozniak.
    http://viladafleur.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  3. Oi Vanessa.
    Uff call centers, não é fácil não. Eu trabalhei num durante 8 meses, mas vá lá que não era daqueles para vender coisas porque não sou boa pessoa para convencer e impingir coisas aos outros. Onde eu trabalhava era servicos de Customer Care que tb dá muita dor de cabeça.
    Espero que corra tudo bem contigo.
    xoxo
    K.

    ResponderEliminar