17.11.14

Menos Bebés? Porque Será???


Que direitos temos nós??

Em Março de 2014 eu engravidei da minha princesa, mas descobrir só em Abril.
Fiz os 3 meses e dei conhecimento à minha empresa que estava grávida, aguentei até aos 4 meses, mas assim que descobriram que estava com a placenta descaída tive de ficar em casa.
Isto se não estou em erro foi a meio do mês de Julho, estamos agora em Novembro e descobri como as grávidas não tem garantias nenhumas, que é completamente normal que a taxa de natalidade esteja a diminuir drasticamente.

Tinha ido à ultima consulta no posto médico, estava radiante, quando recebo um telefonema da minha irmã a avisar-me que haveria chegado uma carta do meu trabalho com a indicação que não me iam renovar o contrato.
Nesse momento fiquei sem chão, passou-me mil e uma coisas pela cabeça, mas a principal foi como é que são capazes de avisar uma grávida desta forma, por uma carta?? Em um ano de trabalho que me dediquei de corpo e alma ao que fazia, em que sempre cumpri com os meus deveres, sempre houve respeito e recebo isto em troca? Fiquei desiludida, foi injusto, mas a palavra certa será mesmo ingratidão.
De que adianta desempenhar-mos bem o nosso trabalho? sermos boas funcionárias?? Para mostrarem que à primeira hipótese somos descartadas???

Para esclarecer, eles não me despediram, simplesmente não renovaram. Vai dar ao mesmo, mas a nível legislativo isto é possível.
Agora digam-me, como é que querem que a taxa de natalidade aumente? Terei direito ao fundo de desemprego felizmente, mas com uma criança a encargo o fundo de desemprego não é nada. Estou chateada, estou revoltada com tanta falta de respeito. Revolto-me porque fiz tudo o que tinha ao meu alcance a nível de funcionária e em troca...que valor deram a isso??

Terei saudades das "minhas" clientes, de como fazia o meu trabalho com boa disposição. Tenho pena de não me ter despedido de muitas, pois sempre foram impecáveis comigo e nunca me irei esquecer.
Não me esqueço dos bolinhos que me levavam, das vezes que me diziam que queriam ser atendidos por mim, os senhores que iam sempre a minha procura para escolher a prenda para as suas esposas...enfim boas recordações, prefiro guardar somente isto, a empresa para mim mostrou o que vale.

Fico é a pensar...ligaram-me para ir trabalhar para a empresa pois conheciam o meu bom trabalho, mas não foram capazes de me ligar para avisar que ia receber a carta e os motivos para tal. Triste, muito triste.





17 comentários:

  1. Isto é lamentável, as grávidas não tem direitos nenhuns é verdadinha. Mas não é um cenário só das grávidas (claro que sendo grávida ficar sem trabalho é ainda pior). Mas tenho uma colega de curso (sim porque quase ng arranja trabalho na área..mas isso tb já é "normal" nos dias que correm). Trabalhou um ano numa loja de roupa, sempre a elogiaram como funcionária, chega um dia normal para ir trabalhar e chamam-na a dizer que podia ir para casa pois não iam renovar mais. E avisam no próprio dia? A rapariga ficou assim com uma mão à frente e outra atrás sem ter tempo se quer para se preparar.. e além disso tinha à dois dias gasto 80€ no passe para ir trabalhar para a dita loja..é indecente. O teu caso é indecente, o dela é indecente e o que há ai mais é pessoas na mesma situação :( tristeza..

    ResponderEliminar
  2. :( isso é muito mau!
    nós Mulheres ficamos a pensar.. será que vale apena engravidar? ou a empresa para qual trabalhamos valoriza o nosso trabalho e voltamos a trabalhar ao fim da gravidez.. ou então ficamos sem ele.. é triste, muito triste!
    Desejo-te as maiores felicidades.. e tudo haide-se resolver!!!
    Beijinhos grandes*

    ResponderEliminar
  3. Fogo, que falta de humanidade! Realmente hoje em dia vale tudo, menos ter filhos, porque esse direito não temos caso contrário passamos fome, mais a criança. Quando saí do meu último emprego também me avisaram por carta que não iam renovar e nem sequer me deram uma palavra de tal, fiquei revoltada pela falta de ética. Agora ao ver o teu caso ainda mais revoltada fico pelas razões tão obvias, e mesmo que fossem falar ctg, continuo a achar uma valente estupidez pois é um direito que nos é negado. Realmente não admira que a natalidade esteja a baixar drásticamente. Desejo-te toda a sorte do mundo, tudo se resolve ! :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. OII:)
    Infelizmente já vi isso a acontecer com pessoas com quem trabalhava,mas também já vi o contrário (numa menor escala,que eu tenha tido conhecimento).Esse e muitos outros são um dos grandes motivos para a baixa natalidade realmente...parece que uma pessoa só tem garantido o emprego,se já tiver efectiva,assim não existe a questão da renovação de contratos.Boa sorte,és forte e enquanto tiveres no fundo de desemprego vais encontrar algo,vais ver :D bjs
    P.S. Melhoras quanto à infecção.

    ResponderEliminar
  5. Realmente lamentável :( hoje em dia não sei onde está a humanidade de certas pessoas. Mas olha vais ver que irás arranjar algo melhor, desejo te tudo de bom e que tenhas muita sorte e muita força. Tudo de bom para a tua bebê também ;)
    Beijinhos grandes

    ResponderEliminar
  6. Este país cada vez mais me mete nojo e uma revolta cá dentro... meu deus, e ainda vão eles pa televisão falar e falar e falar e não resolvem nada. Para eles está tudo óptimo, não se passa nada.

    ResponderEliminar
  7. :( Infelizmente é a nossa realidade , espero que tudo lhe corra pelo melhor .

    ResponderEliminar
  8. A sério?! Enfim... Que tristeza!!
    Não é a primeira vez que ouço destas coisas... E estamos nós entregues a estas pessoas!!

    Desejo-te a maior sorte do mundo com a tua bebé, e vais ver que arranjas emprego logo logo!!

    Kiss kiss.*Jo
    http://joandcompanystyle.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  9. Infelizmente é assim que a "sociedade" pensa tenho uma amiga que lhe fizeram o mesmo que tu.
    Infelizmente para nós mulheres há coisas que ainda não são aceites em pleno século 21 mas enfim.
    Que corra tudo bem com a tua bebé e contigo depois vais ver que encontrarás algo para trabalhar.
    bjs
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  10. O respeito pelo próximo começou a perder-se há muito, e cada vez está pior.Desejo-te toda a sorte para a gravidez e para encontrares novo trabalho. Força!*

    ResponderEliminar
  11. é horrivel e lamentável que isso tenha acontecido! Revolta-me tanto!


    Portuguese Girl with American Dreams
    http://fromportugaltonyc.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  12. É mesmo triste... Portugal está num nível medonho. Jazzzuuus! Na Áustria, as mães têm três anos de baixa, ganhando salário e com o lugar de trabalho reservado até que regresse. Vá, mas agora o que intessa é a tua princesa. Eu a pensar que ela ainda ia nascer no mesmo dia que eu. Ohhh

    PS: Fui a um concerto da Chenoa na sexta-feira passada. Ela é cinco estrelas! ;)

    ResponderEliminar
  13. Que revolta :((( Infelizmente é disto que temos!! Olha foca-te na tua bebe que daqui a nada está ai para fazer as vossas alegrias! Tenho a certeza que tudo se resolverá e arranjarás algo de que vais gostar ainda mais :)

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  14. É esta a sociedade que temos.. Em vez de apoiar, é sempre a tirar àqueles que não merecem. E quando nas entrevistas perguntam se a pessoa está a pensar em engravidar em breve!!

    ResponderEliminar
  15. que ridiculo. não há palavras. é horrivel como tratam as pessoas em Portugal. E sim, ter filhos em Portugal está-se a tornar complicado. um bebé é uma despesa enorme, o trabalho não é garantido, as coisas são todas um balurdio. Enfim..
    Espero que tudo se resolva e vais ver que vais conseguir arranjar um trabalho ainda melhor..

    ResponderEliminar
  16. Por essas e por outras que continuo a dizer para quem quer dar uma boa vida a um baby, tem que ir para fora trabalhar e guardar uma boa quantia. Caso contrário, se eu ficar grávida cá é tão certo e sabido que me vão mandar embora. Assim com algum de lado, sempre á mais fácil e menos preocupante. E mesmo no codigo de trabalho mal fala sobre as condições de trabalho das gravidas.

    Beijo,
    AR
    Oito Tentáculos

    ResponderEliminar